terça-feira, 22 de agosto de 2017

Tenho me debruçado e desdobrado em pesquisas relacionadas a  mulher, arte, feminismo...já foram muitas as ideias e muitos os estudos...eu como já atuei em igreja no tempo de minha juventude, hoje afastada 100% por opção, lembrei das Santas Católicas que sempre me trouxeram  uma imagem de sofrimento e muita dor...não somente psicológica e emocional como podemos conhecer nas histórias de São Francisco e Santo Antônio, mas principalmente dores físicas, de torturas, abusos e com certezas estupros escondidos nas escrituras "sagradas". Mas o que me chama atenção é as histórias que envolvem mulheres torturadas possui um olhar de conformismo, de naturalidade, diferente do olhar que já percebi nos santos que em número bem menores sofreram violência física, como São Sebastião e São João que até nos dias atuais eles atraem olhares de piedade e compaixão...mas com as mulheres esse olhar não comunga deste sentimento, ou então é bem mais ameno.
Bom...todo este contexto é para compreender aonde quero chegar...é em relação a violência com as mulheres que até mesmo na religião, ou instituição isso é naturalizado e pouco observado e /ou comentado...As mulheres sempre foram severamente violentadas e essa violência naturalizada em várias épocas, séculos e contextos históricos...pautada nesta ideia, passei a desenhar algumas santas que pesquisei no qual sofreram muita violência, de forma até surreal e nesta corrente surreal elaborei desenhos utilizando a linguagem da xilogravura (linguagem no qual me encontrei na arte), com o objetivo de mostrar meu trabalho, trazer esse tema (A violência no Sagrado) e quem sabe montar em 2018 uma exposição. Coloco aqui algumas nos quais estou trabalhando para apreciação do público.
Bel Duarte


Santa Catarina de Alexandria (Xilo+ monotipia)

Santa Filomena (matriz)

Santa Bárbara (matriz perdida)


sábado, 10 de agosto de 2013

MINÓS

Minós (Advogado do Diabo) ouve as culpas e decreta a sentença...qual a sua culpa? Xilogravura (Matriz 60x65cm)

DANTE ALIGHIERI

Início de um trabalho, retratar o inferno de Dante em A DIVINA COMÉDIA, com xilogravuras....aqui o rosto de Dante foi feito com um pirógrafo.

O PASSADO NUNCA SE APAGA.....rs


FALA ZULMAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.....


ZULMA: A PEDAGOGA EXONERADA...

A Zulma surgiu meio que de repente...num dia em que meu dia na escola foi de muito stress...pensei que as vezes quero falar muita coisa que a profissão não permite...ai surgiu ela...como que um desabafo ao que não posso fazer verbalmente...porém mentalmente...ninguém me segura!!

AS VÉIAS....